30 de Junho de 2008

Não há dores nas costas nem queimadoras solares que me façam desistir deste amor… Este amor que nasceu comigo tal como nasceu com o meu pai… O amor incondicional pelas motas… Sei muitos não entendem esta minha paixão porque ate já me disseram “onde é que esta o fixe daquilo?” não entendes porque nunca te metes te decima de uma mota e sentis te o ar a bater te na cara, nunca andas te a 250 numa recta, nunca fizeste uma curva coladinha ao chão, nunca sentiste a adrenalina que é enfrentar os limites… não entendes porque não nasceu contigo o mesmo bichinho que nasceu comigo… não entendes porque nunca sentiste a liberdade que uma mota te da…

Perigosas?! Sim para que não lhe tem respeito, eu tenho lhe o maior respeito…
Adoro as motas, adoro ver passa-las, adoro estar no meio de pessoas que amem as motas, adoro toda a animação de uma concentração, passeio, etc motard embora assista a tudo calada, adoro andar de mota com o meu pai, adoro a adrenalina, adoro os espectáculos com motas… Adoro simplesmente adoro…

 

Identica*


Filipa =D
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

17
19
20
21

22
24
25
26
28

29


Passado Recente
links
subscrever feeds
blogs SAPO